Skip to content

Adultos Talentosos (texto reblogado)

3 de janeiro de 2008

Lista para identificar “adultos talentosos” retirada do site http://www.cpsimoes.net/perfect.html de Carlos Paula Jorge:

Características e qualidades geralmente apresentadas por adultos dotados:

Você é um bom solucionador de problemas?
Consegue concentrar-se durante longos períodos de tempo?
Considera-se perfeccionista?
Demonstra perseverança nos seus interesses?
É aquilo que se chama um leitor ávido?
Tem uma imaginação vívida e fértil?
Gosta de resolver “quebra-cabeças”?
Estabelece frequentemente relações entre ideias ou conceitos aparentemente não relacionados?
Aprecia paradoxos?
Estabelece para si próprio padrões altos?
Tem boa memória e de longa duração?
É profundamente compassivo?
A sua curiosidade é persistente?
Tem um excelente sentido de humor?
Considera-se bom observador?
Sente-se fascinado pela matemática?
Precisa ocasionalmente de períodos de contemplação?
Procura descobrir o significado da sua vida?
Está normalmente atento a pormenores que passam despercebidos aos outros?
Sente-se atraído pelas palavras e pela retórica?
É muito sensível?
Tem convicções morais fortes?
Sente-se frequentemente não sincronizado com os outros?
É perceptivo e/ou perspicaz?
Questiona frequentemente as regras ou autoridades estabelecidas?
Tem um certo gosto pelo coleccionismo?
Tenta superar-se a si próprio perante um bom desafio?
Tem habilidades e déficits notórios?
Aprende coisas novas rapidamente?
Sente-se quase subjugado por tantos interesses e habilidades?
Considera-se uma pessoa enérgica?
Toma frequentemente uma posição firme contra aquilo que considera injusto?
Acha que é conduzido e motivado pela sua criatividade?
Adora uma ardente discussão de ideias?
Na sua infância, foi considerado como avançado no seu desenvolvimento?
Tem ideias ou percepções pouco comuns?
Acha que, por vezes, sonha acordado?
Considera-se uma pessoa complexa?

Se 75% destas características se ajustam à sua personalidade e forma de estar e ser, você provavelmente é um adulto dotado (talentoso). A dotação intelectual não era, até muito recentemente, identificada nas crianças, o que levou a que muitos adultos não tomassem conhecimento do seu talento enquanto crianças. Mas mesmo aqueles que foram identificados tendem a acreditar que a sua sobredotação desapareceu antes da maioridade.

“A mente verdadeiramente criativa em qualquer campo não é mais que isto: uma criatura humana nascida anormalmente, inumanamente sensível.

Para ele…um toque é uma pancada, um som é um ruído, um infortúnio é uma tragédia, uma alegria é um extase, um amigo é um amante, um amante é um deus e o fracasso é a morte.

Adicione-se a este organismo cruelmente delicado a subjugante necessidade de criar, criar, criar – de tal forma que sem a criação de música ou poesia ou literatura ou edifícios ou algo com significado, a sua respiração é–lhe cortada. Ele tem que criar, deve derramar criação. Por qualquer estranha e desconhecida urgência interior, não está realmente vivo a menos que esteja criando” Pearl Buck

No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: