Skip to content

Profeta Gentileza

9 de novembro de 2007

gentileza gera gentileza

Gentileza
Texto de Robson Garcia Freire que recebi via e-mail. No velho esquema control_c control_v reproduzo aqui:

Gentileza gera gentileza, paz, amorrr à natureza…


Olá Amigos

Hoje lendo um artigo intitulado O Poder da Gentileza
eu me lembrei do poeta Gentileza, que na minha infância era um marco
com sua postura, idéias e ideais. Lembro que quando menino ouvindo a
historia do grande incêndio no circo "Gran Circus Norte-Americano" em
Niterói, a história do poeta se mistura a ela.

Consolar
os parentes das vítimas do incêndio de um circo em Niterói, mudar-se
para o local da tragédia e semear ali um jardim de flores foi sua
primeira missão. Como autêntica fênix que renasce das cinzas, Gentileza
começou ali seus 35 anos de peregrinação.

Foi lá nesse jardim sobre as cinzas do circo queimado é que José
Datrino incutiu nas pessoas o real sentido das palavras Agradecido e
Gentileza.
Foi um consolador voluntário, que confortou os familiares das vítimas
da tragédia com suas palavras de bondade. Daquele dia em diante, passou
a se chamar "José Agradecido", ou simplesmente “Profeta Gentileza”.

Olhar
sempre as palavras e as mensagens que ele escreveu nos pilares da Ponte
Rio-Niterói, era um prazer enorme. Ele se tornou um ícone da cultura
carioca. Nestes tempos de muita preocupação consigo mesmo, e de pouco
tempo para o outro, de tempos "sem-tempo", quero chamar a atenção para
uma virtude que anda meio esquecida: a gentileza.

Gentileza que não quer dizer fraqueza, nem é virtude só para mulheres.
Gentileza que significa cortesia, amabilidade, fidalguia, bom
tratamento. Gentileza gera gentileza.

Tem um poder muito grande e tem relação direta com a inteligência bem
como denota elevação moral. Muitos se desculpam dizendo "não tenho
tempo para estas coisas". Porém,
sempre é tempo para uma palavra de amizade, para um telefonema cordial,
para um sorriso de afeto, e nesses tempos digitais um email, um post
dirigido mesmo àqueles que parecem endurecidos e impermeáveis às boas
maneiras.

"Muito
obrigado", "por favor", "está ótimo o seu café", "bom dia", "boa
tarde", "desculpe", são expressões que estão se ouvindo cada vez menos.
Quando esses pequenos gestos de fraternidade e reconhecimento vão sendo
esquecidos, a pessoa vai ficando fria e
áspera, acreditando que todos devem ser gentis para com ela, mas
esquecendo que esse dever é recíproco e que devemos ser aquele que dá o
primeiro passo, o primeiro degrau do Paraíso chama-se gentileza.Vamos
fazer esse mundo gerar mais amor, fraternidade e gentileza com uma
velocidade que só a internet é capaz de fazer. O poeta Gentileza fez
isso por mais de 35 anos.Aqui o clipe e a letra de uma musica da Marisa
Monte sobre o poeta Gentileza no YouTube e se você quiser um
documentário sobre o Profeta Gentileza de Dado Amaral e Vinicius Reis e só
clicar no link no Porta Curtas, o livro Brasil: Tempo de Gentileza, de
autoria do professor Leonardo Guelman publicado pela EdUFF (Editora da
Universidade Federal Fluminense) em 2000 e o Museu Virtual Gentileza são
boas fontes.
Não sei se é o espirito natalino já chegando ou sei lá o que, mas que
dá muito boas aulas e nada mais atual nesse mundo tão corrido do que uma
aula sobre amor, fraternidade e gentileza afinal Gentileza gera
gentileza, paz, amorrr à natureza...Abraços

GENTILEZA
(Marisa Monte)

Apagaram tudo
Pintaram tudo de cinza
A palavra no muro
Ficou coberta de tinta

Apagaram tudo
Pintaram tudo de cinza
Só ficou no muro
Tristeza e tinta fresca

Nós que passamos apressados
Pelas ruas da cidade
Merecemos ler as letras
E as palavras de gentileza

Por isso eu pergunto
A você no mundo
Se é mais inteligente
O livro ou a sabedoria

O mundo é uma escola
A vida é o circo
Amor palavra que liberta
Já dizia o profeta


artigo de
Robson Garcia Freire



--
complemento com a bela letra da música do Gonzaguinha também inspirada neste profeta:

Gentileza

Composição: Gonzaguinhahttps://i0.wp.com/www.livrariamelhoramentos.com.br/produtos/7891430425029.jpg

Feito louco
Pelas ruas
Com sua fé
Gentileza
O profeta
E as palavras
Calmamente
Semeando
O amor
À vida
Aos humanos
Bichos
Plantas
Terra
Terra nossa mãe.

Nem tudo acontecido
De modo que se possa dizer
Nada presta
Nada presta
Nem todos derrotados
De modo que não de prá se fazer
Uma festa
Uma festa.

Encontrar
Perceber
Se olhar
Se entender
Se chegar
Se abraçar
E beijar
E amar
Sem medo
Insegurança
Medo do futuro
Sem medo
Solidão
Medo da mudança
Sem medo da vida
Sem medo medo
Das gentileza
Do coração.

Feito louco pelas ruas…

No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: